Peixes: Aceitação e Amor

banner-peixes

(personalidades famosas de signo solar Peixes: Daniel Craig, Jennifer Love Hewitt, Drew Barrymore, Dakota Fanning, Justin Bieber e Bruce Willis)

Signo solar dos nascidos aproximadamente entre 18 DE FEVEREIRO E 19 DE MARÇO (a verificação da hora de nascimento é de enorme importância para percebermos exatamente em que grau se encontra o Sol), décimo segundo signo do zodíaco, regido por Júpiter, modo mutável, elemento Água.

Nota prévia para o leitor – este texto pretende ser uma informação sobre os pontos que caracterizam o signo de Peixes e não substitui (de todo) uma consulta de Astrologia – todas as pessoas possuem o seu mapa natal baseado no dia, mês, ano, local e hora exata de nascimento e todo um contexto de vida; os signos solares e suas características não definem por si só quem somos.

Idealismo, empatia, devoção, doçura…não atirem Peixes para o reino do concreto e material sem antes o deixarem passar pelo seu processo emocional. Os nativos de Peixes precisam de sentir a sua sensibilidade extremamente respeitada, retraindo-se perante brusquidão e a energia física excessiva.

affe5867d63f9598a447a9380b609684.jpg

(imagem Pinterest)

A calma e a emotividade são as palavras de ordem, podendo ir ao extremo da preguiça e de um certo desleixo…

Se quiser evoluir, Peixes precisa de aliar a sua capacidade de dar e de se envolver emocionalmente a uma atitude criativa perante a vida e, sendo um signo permeável,  escolher com cautela por quem se quer deixar influenciar, perguntando-se “quais são as qualidades que desejo trabalhar em mim e em que medida as pessoas que me rodeiam possuem essas mesmas qualidades?”.

Contrariar a tendência para o “deixa andar”? Como? Eis 3 dicas preciosas:

1- exercícios de coaching,

2 – ter um espaço só seu onde possa dar azo à sua criatividade,

3- associação a pessoas com uma mente pragmática e optimista.

Isto pode ajudar Peixes a desenvolver aquilo que lhe pode estar menos facilitado mas que ainda assim faz parte da vida.

ddacf4ca7457bcbad1cf5a4ded39292a

(imagem http://beccastadtlander.com/)

A maior força da energia de Peixes é a sua capacidade de entrega e de se adaptar aos outros, a entrega emocional profunda e a dádiva no campo das emoções e da criatividade.

Peixes possui um lado místico, mas pode viver isto de forma negativa alimentando vícios que o isolem: de comportamento, de consumos tóxicos, de aceitação de relacionamentos pouco saudáveis, entre outros padrões menos saudáveis.

Sem dúvida que ao longo dos meus estudos fui encontrando uma pilha de justificações para a origem da simbologia pisciana, que dão ênfase à natureza dupla (terrena e divina) deste signo.

O mito do Homem-Peixe Oannes, associado a uma dualidade entre natureza divina e humana, dito por alguns como sendo um extraterrestre que veio ensinar, entre outras coisas, a astrologia aos sumérios, é uma das hipóteses avançadas para a explicação da origem da relevância deste símbolo. Oannes veio do mar e durante o dia ensinava aos sumérios tudo sobre arquitectura, astronomia, agricultura…durante a noite mergulhava nas profundezas do mar.

Peixes, enquanto arquétipo do zodíaco tropical, concentra também  em si o poder místico e humano e a dualidade que isso implica.

Na tradição cristã o símbolo do Peixe (dois arcos sobrepostos, ver o significado do acróstico ICHTHUS) funcionou como uma senha entre os cristãos, cuja fé tinha de ser vivida na clandestinidade mas persistindo sempre na sua fé e nos seus rituais espirituais.

peixe-1_xl

Num nível mais pragmático, a sugestão que deixo aqui para as pessoas que têm energia de Peixes no seu mapa natal vai no sentido da aceitação da renovação cíclica da vida e dos relacionamentos, saberem arejar a casa e a mente, evitarem espirais de auto-comiseração e viverem uma dedicação construtiva aos outros, seja através da espiritualidade, seja colocando ao serviço dos outros a sua criatividade, doçura e capacidade de dádiva.

Peixes traz em si o desafio de saber viver o amor universal e incondicional na sua vida e de o ensinar aos outros através de acções concretas e da sua postura.

Desejo-te uma semana cheia de momentos doces e calmos <3.

Obrigada pela tua leitura!

Joana Amoêdo Leite

Vê opiniões de clientes aqui.

Descobre mais sobre as minhas sessões/consultas aqui.

NOTA: Quando iniciei a investigação para escrever este artigo, encontrei em vários autores referências (algumas contraditórias) à simbologia de Peixes e refleti no facto de cada vez mais ser necessário usar ferramentas como hermenêutica, simbologia e mitologia ancestral para que consigamos ir à origem dos símbolos e entendê-los como se nunca tivéssemos ouvido falar deles. Os “clichés” são impeditivos de uma profunda compreensão dos significados originais. Na Astrologia, o reflexo destas questões revela-se na necessidade de integrarmos que um símbolo não tem um óbvio significado e que a dualidade está presente em quase todos os arquétipos do zodíaco.

BIBLIOGRAFIA:

BAVLATSKY, Helena. Doutrina Secreta Vol III. Editora Pensamento.

CIRLOT, Juan Eduardo. Dicionário de Símbolos. Lisboa, Publicações Dom Quixote, 1999. (edição original: 1969).

ELIADE, Mircea. O Sagrado e o Profano. Livros do Brasil, 1999.

JONES, Mark. The Soul Speaks – The Therapeutic Potencial of Astrology, 2015, Raven Dreams Press.

LENOIR, Frédéric. Cristo Filósofo. Editora Caleidoscópio, Portugal, 2008.

RUDHYAR, Dane. Astrologia da Personalidade, 1934, edição dos anos 70, Editora Pensamento (São Paulo).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s